You are currently browsing the tag archive for the ‘poema’ tag.

poeminha i wanna be dada

Anúncios

Você partiu pra a casa do futuro.

Mas quem se retira,

não avisa e tem pressa.

Quem faz alarde ainda quer salvar a tarde.

Cansei de escrever difícil.
Vou me deixar ver
pelo menos por hoje.

Nada como um lapso:
autobondade,
autopiedade,
autovocação.

Nada como um Então,
sem continuação.

Esse vazio
é o que há em mim
nas horas;
a esperança do Enfim…

Então…
Enfim…