aqui todo dia é domingo
de semana morna

se debruça sobre os braços
deita na paz

apoio de pé é chão

simples
mais simples ainda

a complexidade se torna visível
amiga

não se pode tocar
nem entender
apenas sentir

brisa
pedra
calor

dias iguais
água da torneira?
pode beber
pisar
cair
sangrar

aqui, tudo passa.

adeus, aqui.

Anúncios